Pássaro
Nuvem
Bando de pássaros

Artigos

As árvores também viajam
As árvores também viajam

Quando pensas em árvores, é natural que não as imagines como grandes viajantes. Afinal de contas, elas vivem a vida toda no mesmo sítio... Mas, na verdade, ao longo dos séculos, algumas árvores têm viajado bastante! Sim, muitas das árvores que tu bem conheces não existiram desde sempre em Portugal, mas foram trazidas por povos antigos dos mais variados locais. Queres conhecer alguns exemplos?

Oliveira: esta árvore está há tanto tempo no nosso país que parece que nasceu por cá, mas não é bem assim! Embora existam oliveiras com mais de 2000 anos em Portugal, estas são naturais de alguns países do Norte de África e Médio Oriente, e foram trazidas para a Península Ibérica pela civilização grega. Como o seu fruto, a azeitona, era usado para alimentação, combustível e produtos medicinais, a oliveira era considerada uma árvore sagrada. E ainda hoje é fundamental para o nosso país!

Nogueira-comum: existe um pouco por toda a Europa central, mas tem origem na zona entre a Ásia Central e o Oeste da China. Bem longe daqui, é verdade! A noz, fruto desta magnífica árvore, é bastante apreciada e tem inúmeras vantagens quando é incluída numa alimentação equilibrada. Em Portugal, este fruto é muito utilizado, especialmente em doçaria.

Jacarandá-mimoso: tem um nome engraçado, esta árvore, mas a sua beleza não se fica só pelo nome. Conhecida pelas flores lilases, o jacarandá-mimoso é muito comum na cidade de Lisboa, e tal como a nogueira-comum e a oliveira também fez uma grande viagem até chegar aqui. Originária da América do Sul, chegou a Portugal no início do século XIX, como opção do Jardim Botânico da Ajuda. E ainda bem que viajou até cá, pois traz mais cor às nossas ruas!3/

Plátano: o plátano é uma árvore grande e com a copa muito ampla, o que faz dela uma excelente árvore de sombra. É por isso que é utilizada na arborização de estradas, de ruas, de parques e de jardins. Provavelmente já te sentaste à sombra desta amiga! Em Portugal, a espécie mais cultivada tem o nome científico Platanus hibrida e é um cruzamento entre a Platanus occidentalis, da costa atlântica dos Estados Unidos, e a Platanus orientalis, nativa da Europa oriental e do sudoeste asiático. Para além de viajar, o plátano que conhecemos em Portugal mistura duas árvores viajantes diferentes!

Lontra
Esquilo
Borboletas
Melro
Furão
Coelho
Coelho
Toupeira
Coruja
Abelha
Raposa
Salamandra
Recebe a revista
Família DMF
A carregar